Ofício

Tão difícil

acertar o alvo

Erigir o edifício

de certezas

Aprender o artifício

de armas e impurezas

Encarar o precipício

sem vertigem

Despedir-se do início

sem mapa e sem norte

Tão difícil

ser débil e ser forte

 

É custoso dedicar-se a esse ofício

É difícil ficar na superfície

Ou mergulhar fundo

É penoso e interminável o exercício

De entender a ordem das coisas

De entender a ordem do mundo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s