Ao Novo Ano

O que é um ano no éter dos milênios?

O Novo Ano que, ansiosos, esperamos

Possuirá assim tanto poder

Ou não passará apenas de quimera?

E se, enquanto estouramos o champanhe,

É o Novo Ano que, ansioso, nos espera?

 

 

Eu lhe desejo, Novo Ano,

Muitas pessoas alegres e felizes

Também muitos apaixonados

E um ou outro insano

 

 

Eu lhe desejo pessoas se amando

Sem medo ou arrependimento

Desejo também pessoas sonhando

E acordando e também fazendo

Desejo gente que transforme você

No seu melhor empreendimento

 

 

Vejo contemplar o céu feérico,

A cada dezembro, o Novo Ano

Com seus jovens olhos sem rugas

E suas brancas vestes de pano

Amalgamado com a luz dos fogos

Elevando aos céus a delicada voz

Rogando que, à meia-noite,

Janeiro traga-lhe um novo nós.

Advertisements

2 thoughts on “Ao Novo Ano

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s