Inevitável

É o amor a perfeita celebração

do que o homem tem de mais insano

pois não é por falta de opção

que ele se lança ao fundo do oceano

 

Sem saber nadar

 

O objeto da sua devoção

é cuidadosamente selecionado

no certame de um arroubo de paixão

e ao mar do amor ele já está lançado

 

Sem saber nadar

Sem saber amar

 

Debate-se sem rumo no delírio vão

de que o ar também deseje o seu pulmão

pela imensidão das ondas quase já tragado

de tamanho amor quase afogado

 

Sem saber nadar

Sem saber amar

Sem saber parar

Advertisements

One thought on “Inevitável

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s